Morre equipe de jornalistas da Globo no acidente da Chapecoense, veja…

acidente-aviao

O avião que transportava a delegação da Chapecoense, para Medellín, local do primeiro jogo da decisão da Copa Sul-Americana, sofreu um acidente em Cerro Gordo, nas cercanias da cidade de La Unión, na madrugada desta terça-feira. Segundo o General José Acevedo Ossa, da polícia local e responsável pelo resgate, há 76 mortos e cinco sobreviventes.

No voo estavam 81 pessoas, incluindo 72 passageiros e nove tripulantes. Não há confirmações sobre quem são as vítimas. O que se sabe é que a aeronave também levava 21 jornalistas brasileiros que cobririam a partida contra o Atlético Nacional (COL).

acidente-aviao

Entre os passageiros estavam profissionais da FOX Sports, de rádios, da Globo, da RBS (afiliada da Globo no Sul), e do site Globo Esporte. Entre os nomes mais conhecidos estavam o repórter Victorino Chermont, o narrador Deva Pascovicci e os comentaristas Paulo Julio Clement e Mário Sérgio, todos do canal FOX Sports. As informações são da jornalista Keila Jimenez, do portal R7.

Vale lembrar que o técnico do time, Caio Junior de 52 anos também estava no voo. Curiosamente, ele disse em sua última entrevista que estava muito feliz com a campanha da Chapecoense e que casso morresse, morreria feliz.

Segue abaixo a lista dos jornalistas que tinham lugar reservado no voo:

Victorino Chermont (Fox Sports)
Rodrigo Gonçalves (Fox)
Devair Paschoalon conhecido como Deva Pascovicci ( narrador da Fox)
Lilacio Júnior (Fox)
Paulo Clement (Fox Sports)
Mario Sergio Paiva (Fox Sports e ex-jogador)
Guilherme Marques (Globo)
Ari Júnior (Globo)
Guilherme Laars (Globo)
Giovane Klein (RBS- afiliada da Globo)
Bruno Silva (RBS)
Djalma Neto (RBS)
André Podiacki (RBS)
Laion Espindula (Globo Esporte)
Rafael Henzel
Renan Agnolin
Fernando Schardong
Edson Ebeliny
Gelson Galiotto
Douglas Dorneles
Jacir Biavatti

acidente-entrada

A aeronave, com matrícula CP2933, deveria ter pousado em Medellín às 21h33 (0h33 pelo horário de Brasília), mas perdeu contato com a torre de controle quando sobrevoava o município de La Ceja. O avião, que havia feito escala no aeroporto de Viru Viru, em Santa Cruz (Bolívia), relatou “falhas elétricas”, segundo o primeiro comunicado do aeroporto de Medellín.

A LaMia (Línea Aérea Mérida Internacional de Aviación) é uma companhia de aviação que foi inicialmente constituída na Venezuela no ano de 2009 e depois mudou sua sede para a Bolívia (Santa Cruz de la Sierra). A empresa vem sendo desenvolvida para voos não regulares (charter), com o objetivo de permitir o desenvolvimento de atividades no país e no exterior, com aeronaves de grande porte – de passageiros e de carga.

acidente-ferido

Tragédias aéreas já marcaram a história do futebol, com acidentes como o de Superga, que dizimou a equipe do Torino, em 1949, e a quedado avião do Manchester United perto de Munique, em 1958.

(Via Redação)

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *